Terreiro de Crioulo em Realengo recebe a Medalha de Mérito Cultural Alcione

Comenda da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Estado do Rio de Janeiro, A Medalha de Mérito Cultural Alcione foi lançada nesta segunda-feira (21.11), em festa realizada na quadra da Mangueira, e marcou os 75 anos da “Marron”, um dos símbolos do samba.

Nesta primeira edição o evento premiou dez categorias do samba, entre elas a Projeto Destaque 2022 do Terreiro de Crioulo, com sede na Rua do Imperador, 1075, em Realengo. Foram premiados ainda, artistas renomados como: Sambista: Nei LopesRevelação: Arlindinho CruzCantora: Marina ÍrisCantor: Diogo NogueiraCompositor: Moacyr Luz – Músico: Paulão 07 Cordas Musicista: Samara Líbano Produtor cultural: Wanderson Luna Melhor Projeto de Território: Museu do Samba.
– Estamos celebrando o Brasil, nossa cultura, nossa identidade e nossos ícones. Alcione é uma das figuras mais importantes da nossa música. Não é à toa que ela da nome à medalha. O Rio todo celebra Alcione e festeja o samba, que é patrimônio imaterial e cultural do nosso estado – comemorou o governador Cláudio Castro.

– Estou muito feliz e grata. Quero muito agradecer ao governador Cláudio Castro pela honra desta homenagem. Obrigada por este momento, aqui na Mangueira, no meio do meu povo – disse a aniversariante da noite.

 

 

Postado em _Slider, Cultura