Inaugurado o Parque Realengo Jornalista Susana Naspolini

A Prefeitura do Rio inaugurou, no sábado (15/6), o Parque Realengo Jornalista Susana Naspolini, Com 76 mil metros quadrados, ele é inspirado no icônico Gardens By The Bay, de Singapura, e conta com cinco grandes torres, sendo duas de 17, duas de 26 e uma com 47 metros de altura, que vão esguichar, por meio de 236 pulverizadores, vapor de água nos visitantes para amenizar os dias quentes da Zona Oeste. As torres serão um espetáculo à parte na nova área de lazer. Diariamente, haverá exibições de show de luzes e música para os visitantes. O investimento da Prefeitura foi de R$ 72 milhões.

As moradoras Paula e Georgina curtem os primeiros momentos do parque trocando idéias

Além de proporcionar uma imensa área verde de convívio para a população, o Parque Realengo Susana Naspolini também apresenta inéditas soluções para adaptar a cidade aos desafios trazidos pelas mudanças climáticas, como ilhas de calor e inundações. Ao todo, serão 3.700 novas árvores numa área equivalente a nove campos de futebol oficiais. Entre as cinco torres haverá passarelas elevadas para que os visitantes possam caminhar.

No nível do solo, um espelho de água com jardins aquáticos vai encantar e refrescar os visitantes.

Área do ainda duvidoso Bosque

Um bosque com sete acessos também será local de descanso e contemplação de espécies nativas da Mata Atlântica, embora não tenha sido confirmado pelo presidente da FHE POUPEX, proprietária da área do futuro bosque, General Valério Stumpf Trindade, que se limitou a dizer através da sua assessoria, Cel. Alexsandro Henrique, que se reuniu com o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, para tratar de uma possível compra ou permuta da área. O projeto da FHE POUPEX para a área é construir um empreendimento habitacional voltado para militares de menor poder aquisitivo.

O novo parque já nasce ainda com um sistema de captação de água das chuvas para ajudar na prevenção de enchentes na região. Com capacidade para receber até 290 mil litros de água, um reservatório foi construído no parque e será acionado sempre que necessário, em caso de fortes chuvas. Essa reserva de água poderá ser reutilizada no próprio parque para irrigação dos jardins e limpeza de sanitários.

O parque terá também espaço para o cultivo de alimentos: uma horta composta por dois viveiros, três composteiras, para transformar resíduos orgânicos em adubo, e dez canteiros, sob os cuidados da Prefeitura.

Pauluca e Pèrola (dir.) e Leidi e Rosi marcaram para o primeiro chopp no parque

A concepção do parque levou em consideração a premissa de oferecer atrações para todas as idades. Foram construídas duas quadras poliesportivas, uma quadra de basquete 3×3, um campo de futebol de grama natural e duas quadras de futevôlei, além de um skate park com 1.506 metros quadrados. Foi instalada ainda uma Academia da Terceira Idade, além de uma área infantil, com três grandes setores divididos por idades para a garotada se divertir: uma para bebês e crianças até dois anos, outra para maiores de dois anos e uma terceira área infantil aquática. O Parque Realengo Susana Naspolini também será pet friendly, permitindo a entrada de animais domésticos, desde que com coleiras.

Homenagem à jornalista notabilizada pelas matérias de cunho comunitário

O parque ganhou o nome de Susana Naspolini em homenagem à carismática jornalista que sempre se destacou pela competência no exercício da profissão e pela sintonia com a população carioca. Natural de Criciúma, Santa Catarina, Susana fazia reportagem comunitária de grande relevância para a população, auxiliando a administração pública a aperfeiçoar a prestação dos serviços em benefício dos cariocas.

Serviços municipais no parque

A Comlurb terá um posto dentro do parque e contará com a uma equipe de 38 garis, divididos em três turnos de trabalho, diariamente, das 6h às 22h, com os serviços de varrição, remoção de resíduos, capina e lavagem dos oito conjuntos de banheiro. O parque terá também 645 pontos de iluminação de LED, instalados pela Rioluz, proporcionando uma iluminação eficiente e de alta qualidade para a comunidade.

O horário de funcionamento será de terça a domingo, das 6h às 22h. A entrada principal fica na Rua Carlos Wenceslau, a apenas 14 minutos a pé da estação Realengo da SuperVia.

Além da imensa área verde, o Parque Realengo Susana Naspolini também promete ser um grande clube gratuito para o morador da Zona Oeste. O parque vai ter sete espaços com churrasqueiras à disposição para a população curtir o almoço com a família.

Palácio Realengo será sede da Prefeitura na Zona Oeste

A exemplo do Palácio Rio 450, em Oswaldo Cruz, já foi inaugurado no local o Palácio Realengo, a sede da Prefeitura na Zona Oeste. Ele serve como gabinete para que o prefeito despache periodicamente, estreitando a relação com os moradores da região. Totalmente reformado, o Palácio Realengo tem 103,7 metros quadrados de área construída, com gabinete, banheiro, copa e escritório.

Nave do Conhecimento promoverá inclusão digital para moradores da região

O Parque Realengo Susana Naspolini conta com a décima Nave do Conhecimento da cidade. Com ambientes multiuso interativos de alta tecnologia, a Nave de Realengo oferecerá para a população acesso gratuito à internet, palestras, oficinas e cursos de qualificação em várias áreas voltadas para profissões do futuro e também abrigará iniciativas da comunidade e promoverá eventos de difusão científica e culturais.

Batizada em homenagem a Bertha Lutz, cientista, pesquisadora, bióloga e educadora brasileira, a nova Nave do Conhecimento funcionará de terça a sábado, das 9h às 21h, e domingo, das 9h30 às 16h30. Bertha Lutz é uma das figuras mais significativas do feminismo e da educação no Brasil do século XX.

Com uma área útil de 830 metros quadrados, a Nave conta com diversos ambientes onde serão promovidas inúmeras atividades que visam potencializar a experiência digital, com orientação de uma equipe de apoio aos usuários. A unidade conta com os seguintes espaços: Hall, Recepção, Espaço Audiovisual, Área de Lantable com Biblioteca e Biblioteca Digital, Sala de Aula, Sala de Manobra de Luz do Parque, Espaço Gamer, Sala de Jogos e Espaço de Coworking.

A Nave de Realengo será ancorada em seis grandes linhas de ação, com destaque para as áreas de games e audiovisual: Democratização do acesso ao mundo digital; Qualificação de jovens e adultos em Tecnologias da Informação; Cultivo da Expressão Audiovisual; Incentivo à Participação Lúdica em Games; Apoio ao empreendedorismo em áreas criativas e de inovação tecnológica; e Ampliação da conectividade digital de produções e serviços comunitários.

A Nave disponibilizará desde cursos básicos até os mais avançados para o público infantil, jovens e também para adultos e pessoas da terceira idade. Os cursos são categorizados pelos eixos temáticos: Informática Básica e Letramento Digital; Programação, Ciência da Computação e Informática; Robótica e Cultura Maker; Audiovisual, Tecnologia e Arte; Games; e Empreendedorismo e Mercado de Trabalho.