Câmara aponta estrutura precária nas 17 escolas da Vila Kennedy e região

A Comissão de Educação da Câmara do Rio promoveu uma audiência pública na Escola Municipal Jorge Zarur na manhã desta sexta-feira, dia 19. O objetivo do encontro foi ouvir os moradores sobre a situação educacional na região. Estrutura precária, a falta de vagas, de mediadores para estudantes com deficiência e de professores nos 17 equipamentos escolares na Vila Kennedy e em Bangu foram algumas das demandas mais citadas.

Presidente da Comissão de Educação, o vereador Marcio Santos (PTB) comemorou a presença maciça da população. “É a primeira audiência pública que a gente faz fora da Câmara Municipal. É importante levar a Comissão para o território. A Câmara fica distante das comunidades. Então isso evita que as pessoas tenham que se deslocar para ir até lá. Assim, eles participam mais e a sala aqui estava completamente cheia”, ressaltou.

Mães e responsáveis de alunos, além de moradores da região, tiveram a oportunidade de levar questões diretamente aos parlamentares. Uma das principais reclamações foi a falta de mediadores para estudantes com deficiência. Vogal da Comissão, o vereador Tarcísio Motta (PSOL) cobrou o Poder Executivo. “Os agentes de apoio à educação especial que já deveriam estar na escola contratados temporariamente ainda não chegaram e a prefeitura ainda não deu prazo. Disse que tem uma burocracia e não resolve. Já estamos no fim do ano letivo”, enfatizou.

A Secretaria Municipal de Educação anunciou o início das obras de infraestrutura do CIEP Vila Kennedy para este semestre.O colegiado marcou de voltar ainda este ano para verificar se as demandas foram atendidas.

Ainda participaram da audiência a vice-presidente da Comissão, a vereadora Laura Carneiro (PSD), e integrantes da Secretaria Municipal de Educação.

 

 

Postado em _Slider, Educação